As dificuldades de aprendizagem na pandemia.



A pandemia do novo coronavírus trouxe desafios a muitos pais e responsáveis, sobretudo, de crianças da Educação Infantil e do Ensino Fundamental. O cenário de confinamento provocado pela Covid-19, que gerou a necessidade das aulas online, permitiu aos pais observarem dificuldades de aprendizagem nas crianças.


A psicopedagoga Michelle Feitosa alerta para maior atenção às crianças que apresentam algum tipo de dificuldade, principalmente nessa transição entre aulas online e presenciais.


“As crianças precisarão de muita atenção dos educadores e dos pais ou responsáveis e, caso identifique alguma dificuldade, a escola deve orientar a família a procurar um profissional habilitado”, recomendou Michelle.

As aulas virtuais, com muito tempo na tela do computador, têm gerado uma maior ansiedade nas crianças e até podem ocasionar ganho de peso e dificuldades no sono.


Uma pesquisa feita pela Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED) sobre as atividades remotas na educação durante a pandemia mostra que essa adaptação não tem sido fácil. De acordo com o levantamento, 67% dos alunos se queixam de dificuldades em estabelecer e organizar uma rotina diária de estudos.


O levantamento, feito entre agosto e setembro com 5.580 estudantes, professores, pais e/ou responsáveis e dirigentes de instituições de ensino públicas e privadas do País, mostra que 60,5% dos estudantes participam de quase todas as atividades do gênero oferecidas pela escola, mas 72,6% consideram que o estudo remoto é pior na comparação com as aulas presenciais. A opinião é compartilhada por parte dos pais e responsáveis, com 51,5% afirmando que essa forma de ensino é pior.


Os estudantes também relatam outros problemas no formato, como sobrecarga e saudade da rotina escolar. Para 82,6% dos alunos, a falta do contato presencial com amigos afeta os estudos e a aprendizagem. Para 58,3% deles, a escola manda muitos materiais e eles relatam que não estão dando conta de estudar.


Como identificar as dificuldades de aprendizagem dos alunos em tempos de pandemia?



É essencial que os profissionais, sobretudo com o apoio da equipe pedagógica, possam se prevenir e encontrar estratégias para lidar de forma mais positiva, aproximando seus alunos, com todas as dificuldades que possam surgir. No entanto, quando as dificuldades de aprendizagem se manifestam, é necessário que haja um olhar um tanto mais atento para o dia a dia da criança.


Sobretudo porque essas dificuldades podem se dar por conta de fatores ambientais e também de fatores emocionais. Enquanto fatores ambientais, podemos destacar:


- Falta de local adequado para estudar;

- Dispersão causada por interferências externas durante as aulas;

- Inadequação das ferramentas necessárias para o estudo;

- Inviabilidade tecnológica para proporcionar conexão com o ambiente virtual de aulas.


Já entre os fatores emocionais, destacam-se:


- Dificuldades em concentrar-se;

- Vivência do luto causado por perdas familiares;

- Dificuldades preliminares relacionadas à aprendizagem;

- Sensação de ansiedade ou de depressão relacionadas ao distanciamento social.


Enquanto estratégias, a equipe pedagógica, juntamente com seu corpo docente, pode traçar formas de aproximar a comunicação entre escola e familiares. Assim, com o acompanhamento das atividades escolares e com orientações a respeito do que é possível ser feito para adequar o ambiente de aprendizagem.


O que é Dificuldade de Aprendizagem e como contorná-la?


A dificuldade de aprendizagem pode estar relacionada a inúmeros fatores biológicos ou culturais, mas não indica falta de inteligência ou de motivação para aprender. Crianças com dificuldade de aprendizagem aprendem de uma forma diferente, por isso é preciso analisar cada caso.


Os tipos mais comuns de dificuldade de aprendizagem envolvem problemas de leitura, escrita, matemática e raciocínio. No entanto, transtornos do neurodesenvolvimento, como o autismo, podem levar a dificuldades de aprendizagem.


Embora toda criança tenha dificuldade em algum momento de sua vida escolar, se uma determinada área do aprendizado for consistentemente afetada, pode indicar um distúrbio de aprendizagem.


Como ajudar as crianças com dificuldade de aprendizagem?


É importante analisar caso a caso e entender os detalhes sobre a dificuldade de aprendizagem de cada criança, como ela afeta o processo de aprendizagem e quais habilidades cognitivas estão envolvidas.


Da mesma forma, os pais e professores devem aprender sobre o tipo de dificuldade de aprendizagem da criança e se informar sobre as opções de intervenção mais eficazes.

Cultivar os pontos fortes da criança com dificuldade de aprendizagem e prestar atenção aos seus interesses ajuda a desenvolver suas habilidades e autoconfiança para superar suas dificuldades.


Quando se trata de dificuldades de aprendizagem, nem sempre é fácil saber o que fazer e onde encontrar ajuda. No entanto, o mais indicado é buscar ajuda profissional para realizar um diagnóstico e indicar as melhores intervenções.







fontes:

https://www.istoedinheiro.com.br/durante-a-pandemia-67-dos-alunos-tem-dificuldade-para-organizar-estudos-online/

https://www.folhape.com.br/noticias/psicopedagoga-alerta-para-dificuldades-de-aprendizagem-em-criancas/161418/

https://institutoneurosaber.com.br/o-que-e-dificuldade-de-aprendizagem-e-como-contorna-la/#:~:text=No%20entanto%2C%20transtornos%20do%20neurodesenvolvimento,indicar%20um%20dist%C3%BArbio%20de%20aprendizagem.






ADM. Ana Beatriz

Vip Reforço Preparatório

Facebook: https://www.facebook.com/VipReforco

Instagram: https://www.instagram.com/vipreforcopreparatorio/

Twitter: https://twitter.com/ReforcoVip





12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo