O mundo pós Covid-19

Atualizado: Mar 4

O mundo vai mesmo mudar após a pandemia?


A resposta depende do que se entende por 'mudar'. Se a mudança esperada é que o mundo seja mais fraterno, com mais solidariedade, um mundo melhor de se viver com menos injustiça, há uma grande chance de haver decepção. O mundo já passou diversas vezes por eventos trágicos que afetaram a humanidade em escala global. É o caso das duas grandes guerras, por exemplo. No entanto, desde que a II Guerra Mundial terminou em 1945 problemas geopolíticos continuam sendo resolvidos com uso de agressão e violência. Fome, injustiça, perseguição de minorias, crimes horrendos são exemplos do que o ser humano continua a fazer de mal ao próximo. Solidariedade e amor ao próximo também.


No entanto é possível em um arriscado e despretensioso exercício de futurologia prever que alguns aspectos da relação entre pessoas, empresas e governos serão bastante modificados. Essas mudanças serão possibilitadas pela melhoria e criação de diversos recursos de tecnologia, impulsionadas por uma sociedade perplexa e receosa de que eventos idênticos à pandemia do Covid-19 venham ocorrer novamente, e que descobriu que é possível ser produtivo nas relações sociais e afetivas, trabalho e estudos sem precisar sair de casa.


Algumas possíveis mudanças:

  • Adoção intensa, opcional e em alguns casos até mesmo obrigatória de hábitos de higiene pessoal e ambiental;

  • O trabalho home office deverá ser utilizado mais intensamente;

  • O ensino a distância passará a ser praticado ainda mais intensamente e de forma mais eficiente, seja de forma complementar, seja de forma integral. Ferramentas tecnológicas serão aprimoradas para permitir uma experiência única para professor e para aluno. Este, por força da quarentena acabou por descobrir que afinal estudar em casa pela internet pode ser produtivo e prazeroso.

  • O mercado de entretenimento, games, musical e de TV irá oferecer mais intensamente opções criativas para um público que descobriu que é possível se divertir em casa ao mesmo tempo em que se está conectado nas redes sociais;

  • As pessoas irão valorizar ainda mais as redes sociais porém demandarão novas formas de interação que permitam uma experiência mais integrada aos afazeres do dia a dia; serão formadas as cidades virtuais;

  • O sistema público e privado de saúde irá evoluir para um patamar mais elevado de eficiência com novos protocolos;

  • Os governos tenderão a criar novas regras para o trânsito de pessoas e mercadorias entre os países. O protecionismo poderá ser incentivado a título de garantir a segurança nacional;

  • O ambiente político no mundo todo poderá passar por grande turbulência devido ao enorme vácuo causado pela incapacidade de os governantes protegerem seus cidadãos.


Sim, o mundo provavelmente mudará pois a tecnologia, a política, a segurança, a educação, a saúde e outras áreas essenciais demandarão essas mudanças. Mas, a natureza humana, com todas as sua qualidades e defeitos, essa será como sempre foi: resistente a mudanças.


Prof. Esp. MBA Arthur Ramos

https://www.facebook.com/KrayeConsultoria











98 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo